Advocacia Previdenciária

Escritório especializado em Direito Previdenciário com sedes em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, com atuação no Direito Previdenciário.

Advocacia Previdenciária
Advocacia Previdenciária

Suporte e orientação jurídica para quem busca por novos benefícios previdenciários e recursos contra o INSS. Temos vasta experiência com servidores públicos, aposentadoria especial e setor bancário.

Revisão da Vida Toda

Cálculo da revisão de aposentadoria que beneficia quem se aposentou há menos de 10 anos e teve contribuições anteriores 1994, consistindo em incluir no cálculo da aposentadoria os períodos contributivos de toda vida.

Servidores Públicos

Atuamos em todo o Brasil, atendendo aos direitos do servidor público federal, distrital, estadual ou municipal para aposentadoria e benefícios no Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) e recursos administrativos.

Foto de Dr. João Paulo Ribeiro Advogado especialista em Direito Previdenciário

Dr. João Paulo Ribeiro

Advogado especialista em Direito Previdenciário

Dr. João Paulo Ribeiro é advogado especialista em Direito Previdenciário e Direito Tributário atuante em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, também é Secretário Geral da Comissão Nacional de Direito Tributário da Associação Brasileira de Advogados – ABA e advogado especializado na elaboração e negociação de contratos.

Saiba mais

Dúvidas mais frequentes

Quem pode ser beneficiado pela revisão da vida toda?

Revisão da vida toda beneficia principalmente quem ganhava um bom salário antes de 1994 ou contribuía com valores próximos ao teto do INSS até esse ano ou quem possui poucas contribuições depois de 1994 ou começou a ganhar menos depois desse ano. Tem direito trabalhador celetista que teve a aposentadoria concedida há menos de 10 anos. Consulte nossos advogados para realizar o cálculo do benefício e receber maiores orientações.

O que mudou com a reforma da previdência?

Muita coisa mudou, mas a principal mudança foi o fim da aposentadoria por tempo de contribuição. Devido ao assunto ser muito extenso, elaboramos um e-book o disponibilizamos gratuitamente aqui no site, nele Dr. João Paulo Ribeiro explica de forma didática as 5 regras de transição para população geral, além de como os servidores públicos, médicos, professores e policiais serão impactados. Faça o download.

Quem tem direito a pensão por morte?

Dependentes do segurado, homem ou mulher, que falecer, aposentado ou não. Os filhos até os 21 anos de idade, salvo, se inválidos, e o cônjuge ou companheira, a depender da idade do dependente na data do óbito. Saiba mais.

Quem tem direito a aposentadoria especial?

Todo contribuinte que tenha trabalhado em atividades de risco ou insalubres, ou seja, exposto a periculosidade ou agentes nocivos à saúde por um período que pode variar entre 15, 20 ou 25 anos. Médicos, dentistas e outros profissionais da saúde têm direito, aqui no site você encontra uma lista bastante completa com profissões insalubres. Veja aqui.

Qual a diferença do auxílio doença acidentário para o auxílio-acidente?

O auxílio-acidente é um benefício pago mensalmente para o segurado acidentado como forma de indenização, sem caráter substitutivo do salário. Já o auxílio doença acidentário é pago somente em situações em que o segurado se envolve em acidente no âmbito do trabalho.

Quem tem direito a aposentadoria integral do servidor público?

Todo servidor público que tem doença grave ou moléstia profissional tem direito a aposentadoria integral.